Aos Mestres com Carinho – Uma reflexão e homenagem aos nossos grandes exemplos

É muito difícil encontrar quem não se emocionou ao assistir o filme Ao Mestre com Carinho. O longa traz Sidney Poitier no papel do Professor que revolucionou a escola e transformou a vida de uma turma de jovens e adolescentes. Além dele, temos também o exemplo de fascinação de O Sorriso de Monalisa, a professora protagonizada por Julia Roberts que abriu mão de sua vida pessoal para se dedicar a mudar a vida de seus alunos e promoveu uma revolução na escola.

Quer mais exemplos cinematográficos onde os Educadores são retratados? Robin Willians, na Sociedade dos Poetas Mortos, arrebatando corações e mentes dos milhões de espectadores e Educadores ou mesmo o incrível Vem Dançar, com Antônio Bandeiras, representando um Professor que tirou uma turma do gueto, da indiferença e marginalidade e a conduziu para o brilho da realização.

O que todos eles têm em comum é a nobre missão de ensinar. Até porque, convenhamos, não há ninguém em sã consciência nesse mundo que não conceba o ato de conduzir uma criança e um jovem para o mundo da sabedoria como uma missão merecedora de todas as honrarias. Daí, sem dúvida, pode se construir roteiros extraordinários, que combinados com a atuação magistral desses artistas geniais o sucesso é inevitável.

Tudo isso nos mostra como o nosso ofício de Professor (a) é importante, grandioso, a ponto de receber essas homenagens, como tantas que ocorrerão nesse dia 15 de outubro. Mas homenagens não pagam a prestação do apartamento, o aluguel, a conta de água, luz ou o plano de saúde do Educador.

Esses heróis e heroínas enfrentam todos os dias nas periferias das cidades a violência, o medo para tentar ensinar às nossas crianças e jovens que buscam o conhecimento. O único caminho que poderá lhes proporcionar uma vida melhor.

Nessas periferias das cidades e no campo há milhares de “Julia Roberts”, “Robin Willians”, “Sideny Poitier” e “Antônio Bandeiras”. Eles estão alfabetizando, ensinando artes, história, matemática, literatura, física, etc. A diferença é que não chegam ao estrelato, embora realizem verdadeiras façanhas dignas de Oscar.

Os nossos governantes sabem disso. A comunidade sabe disso. Os Educadores sabem disso. Porém, mais que sabedores dessa realidade, é preciso exigir o respeito que o Professor merece. Impor o valor na sociedade, com condições de trabalho dignas e salários decentes. Não se pode aceitar o retrocesso da Reforma da Previdência e os cortes de verba. Vamos confraternizar porque merecemos e precisamos. Vamos refletir e lutar!

Parabéns às companheiras e companheiros.
Feliz Dia do Professor.

Confira o Editorial anterior 

Educação é prioridade em qualquer sociedade Negar isso as próximas gerações é um erro!

Na última semana vimos a Greve Nacional da Educação tomar a Avenida Paulista e tantos outros pontos em todo Brasil. Uma curiosidade a respeito disto é justamente a motivação pela qual milhares de Professores foram manifestar seu repúdio contra o Governo. Jair Bolsonaro, nosso presidente, autorizou cortes na área mais importante para crescimento de um País.

Leia na íntegra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *