Segurança | Sindicato questiona secretário Alexandre sobre as demandas dos GCMs

O Sindfusmc organizou reunião com os GCMs (Guardas Civis Municipais) e o secretário de Segurança Pública e Controle Urbano Alexandre Rodrigues. O encontro ocorreu na segunda (18), em nossa sede social. Tratamos de dois temas de grande importância: o Plano de Carreira do setor e a adesão do município ao Programa Habite Seguro. Foi uma oportunidade na qual os Servidores puderam tirar suas dúvidas diretamente com responsável pela Pasta.

PLANO DE CARREIRA

A reestruturação do Plano de Carreira é um dos principais anseios da Guarda e permanece em estudo. Por conta da Lei 173 (congelamento dos salários do funcionalismo), os avanços que poderiam ter ocorrido nos anos de 2020 e 2021 foram paralisados. Temos a promessa de em 2022 conseguir, por fim, ter ganhos concretos no sentido do plano atender grande parte das solicitações dos companheiros.

HABITE SEGURO

A categoria reivindica o cumprimento da Medida Provisória (MP) nº 1.070 (Programa de Apoio à Aquisição de Habitação para Profissionais da Segurança Pública). Em Carapicuíba, ainda, não foi aberto o programa, ou seja, a  Guarda não pode usufruir deste direito.

A resposta do secretário foi direta. Compete ao Governo Federal estabelecer prazos, limites e regras para contemplar os trabalhadores de todo o País com a plena valorização e garantia do acesso à moradia própria. Será necessário aguardarmos nova posição oficial da Caixa Econômica.

JESSÉ CASSUNDÉ, PRESIDENTE DO SINDFUSMC, COMENTA:

Agradeço ao secretário Alexandre por ter atendido ao chamado do Sindicato e vindo até nós esclarecer importantes pontos levantados pelos Guardas. Esperamos realmente tê-lo de volta em nosso Sindicato, em breve, para na próxima oportunidade continuarmos estes debates tão importantes. Eles levam o crescimento e fortalecimento do setor como um todo”.

MAIS SOBRE O PROGRAMA

O Habite Seguro é um programa de caráter social que prioriza os agentes de segurança com renda bruta mensal de até R$7 mil. Esses profissionais poderão realizar o sonho de ter a casa própria usufruindo de condições especiais. Será possível financiar até 100% do valor do imóvel, contando com subsídios de até R$13 mil, proveniente do Fundo Nacional de Segurança Pública, de acordo com a faixa de renda do profissional, além de obter menores taxas de juros nos financiamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *