Sindicato solicita regularização dos materiais aos Servidores para prevenção da Covid-19

O Departamento Jurídico do Sindicato finaliza hoje, dia 14, requerimento para ser entregue na Prefeitura. Em síntese, solicitamos esclarecimentos do Governo sobre as normativas na prevenção do novo Coronavírus entre os Servidores de todos departamentos. Exigimos o seguimento dos preceitos legais instituídos pelo Ministério da Saúde (MS). O ofício será enviado pelo fato de termos muitas denúncias e fatos confirmados, inclusive, de Servidores das mais diversas áreas infectados pela Covid-19 por não ter tido a prevenção adequada.

EXIGIMOS PROVIDÊNCIAS

Cada local tem que seguir os preceitos legais, tais como medir a temperatura, uso de máscara , álcool em gel de fácil acesso, entre outros. Porém a Administração não dispõe desse material e cada vez mais Servidores vem contraindo a doença .

Nosso presidente Jessé Cassundé comenta:

Em resumo, ninguém fala de pró-labore, benefício, auxílio, nada. Só o Sindicato. Mas precisamos virar esse jogo pois, além de não ter o amparo financeiro e assistencial do Governo, o trabalhador ainda não tem sequer o BÁSICO para poder exercer suas atividades sem risco. Então vamos pressionar até termos retorno! Temos informação de que só nos últimos dias 18 servidores do Trânsito se afastaram e oito da GCM. Isso é inaceitável”.

Leia também

Sacolão | Falta opção e qualidade para o Servidor. Exigimos providências imediatas!
Primeiramente, o Servidor público municipal de Carapicuíba é provavelmente o único do Brasil obrigado a comprar parte de sua cesta-básica em um único lugar. É assim mesmo, sem escolha nenhuma. Trata-se de um monopólio de mais de 20 anos na cidade. Entra prefeito, sai prefeito. Mudam-se os partidos, tudo. Só não muda a forma como o benefício é oferecido ao Servidor. Além da impossibilidade de escolher onde fazer as compras, com a mudança de gestão do Sacolão onde o trabalhador pode utilizar seu benefício, a qualidade dos produtos oferecidos caiu drasticamente…continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *